sábado, 11 de abril de 2015

A arte da Cutelaria Japonesa


              A Cutelaria japonesa é a mais reconhecida e respeitada dentre as facas de cozinha; suas lâminas são de extrema qualidade (matéria prima) e o corte é impecável e preciso.  
             Na cozinha japonesa existe uma faca para cada tipo de alimento, como por exemplo a de Sashimi, que se limita ao corte somente de peixe, assim como faca para corte de legumes, para abrir peixe, dentre outras que citarei num próximo post.
           O Japão é uma terra de tradições onde centenas de anos de conhecimento e experiência acumulada são passadas de mestre para aprendiz e de professor ao aluno, podemos observar isso a partir das artes marciais, teatro kabuki e também arranjos de flores ikebana, cada um tem seu conjunto de regras, procedimentos e escolas de estilos. A tradição de forjar uma faca também foi formada por meio de técnicas que foram desenvolvidos para fazer a Katana, espada samurai, há muito tempo.


         
            Na era Feudal do Japão, era comum o uso da Katana como arma pelos Samurais, que as utilizavam em combates curtos, corpo a corpo,e foi considerada por pesquisadores umas das melhores armas de corte em história militar mundial. Até então o Japão vivia sob regime dos Shoguns, e era um país Feudal sem modernização, contudo os portos japoneses foram obrigados a abrirem as portas a uma frota de navios americanos, iniciando assim uma série de eventos que levariam ao fim do do Shogunato.
           Assim assumindo o controle, o Imperador Meiji durante seu período, dissolveu a classe dos Samurais e seus privilégios foram abolidos, assim como o direito de portar espadas em público.
           Porém durante a escalada militar da II Guerra Mundial, a espada volta a ser usada, e todos os oficiais japoneses foram obrigados a portar. 
           No pós Guerra 1945, o EUA ocupou o país e o então General MacArthur proibiu novamente a produção e posse da Katana, assim forçando um grande número de artesãos altamente qualificados a transformar suas habilidades de ferreiros para elaborar facas de cozinha, assim como ferramentas agrícolas entre outras. Tendo essa lei revogada em 1953, os ferreiros japoneses foram autorizador a produzir novamente, porém com restrições severas. Apenas os ferreiros licenciados estão autorizados a produzir a Katana e devem ser registradas pelo governo japonês.
          Devido a essa série de acontecimentos, as facas japonesas são forjadas até hoje da mesma forma que as espadas de antigamente, seu processo é todo feito à mão por um ferreiro, não utilizando qualquer tipo de maquina industrial robotizada.

Ferreiro da fábrica HIDE, no Japão

Ferreiro forjando o metal, fábrica HIDE, Japão

Fábrica HIDE, Japão


           Podemos conferir no vídeo acima, um ferreiro forjando uma faca, um processo manual e que demanda muito tempo. Após a forja, a faca precisa ser amolada e polida. Confira a foto do processo abaixo:


            Essas imagens foram retiradas de um processo num total de 20 etapas, sendo a primeira imagem a etapa 1, onde o metal bruto é trabalhado, na segunda é a etapa 4, onde o metal já tomou forma de faca, e a ultima é a etapa 20, quando a faca já está pronta. Não coloquei todo o processo pois é muito grande! 
            Essas facas forjadas são muito difíceis de serem encontradas no Brasil, além do preço ser muito alto, é um verdadeiro investimento mas cada centavo vale a pena. Podemos encontrar essas facas em sites de venda online, o preço gira em torno de U$100~U$1500, dependendo do tipo. Pretendo colocar todos os tipos de facas japonesas num próximo post, assim vocês poderão conhecer a função de cada uma. Espero que tenham gostado e uma boa noite.

Ficou com alguma dúvida, tem alguma critica ou sugestão? Deixe um comentário que iremos responder com o maior prazer. Você também pode nós seguir no twitter através do @gastromaniacooo, se você gosta de fotos de comidas dê uma passada no nosso instagram pelo @gastromaniaco e curta nossa página no facebook através do www.facebook.com/gastromaniacoo


Nenhum comentário:

Postar um comentário

OCIOSO!